Versão portuguèsa English version Version española
O MEU CARTÃO CLIENTE: Cartão Cliente
Agenda
AGENDA
Histórico
HISTÓRICO
Newsletters
NEWSLETTERS
Histórico < voltar
CONCERTO DE ANO NOVO 2020

CONCERTO DE ANO NOVO 2020

11 de janeiro

Bem-vindo Ano Novo de 2020!

Como é já tradição, o Centro Comercial Glicínias Plaza dá as boas-vindas ao Novo Ano de 2020, com um magnífico Concerto de Ano Novo, cheio de harmonia e boa música.

Junte-se a nós no dia 11 de janeiro, pelas 18H00, na praça da restauração e assista, gratuitamente, ao Concerto de Ano Novo, realizado pela Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo Maestro António Vassalo Lourenço. Um concerto de cerca 60 minutos, com pompa e circunstância, no qual os 55 músicos presentes farão soar as mais belas músicas de sempre, selecionadas para fazer entrar o Novo Ano de 2020 em ritmo festivo.

Para abrilhantar ainda mais este espetáculo, teremos como convidados especiais, a soprano Isabel Alcobia e o tenor Carlos Guilherme* que, sob a direção do maestro António Vassalo Lourenço, nos deliciarão com a sua voz, apresentando um espetáculo único.

Entre no Ano de 2020 em grande, numa explosão de emoções que se tocam e para as quais o público não será apenas um convidado, mas parte integrante da festa.

Contamos com a sua presença!

Glicínias Plaza, FUN FOOD FASHION e BOM ANO 2020.



ANTÓNIO VASSALO LOURENÇO | MAESTRO
Diretor Artístico da Orquestra Filarmonia das Beiras desde 1999 e responsável pelas classes de Coro, Orquestra e Direção da Universidade de Aveiro desde 1997, foi fundador da Orquestra Sinfonietta de Lisboa desde 1995, sendo ainda seu Maestro Adjunto, e foi Diretor e Maestro Titular do Coro Regina Coeli entre 1983 e 2008. Com estes grupos tem dado particular atenção à música portuguesa, tendo realizado diversas estreias, primeiras audições modernas e gravações de obras de compositores portugueses.
Em 1996 terminou o mestrado em Direção de Coro e Orquestra pela Universidade de Cincinnati (EUA), onde também foi Assistente, tendo concluído o Doutoramento em Direção de Orquestra em 2005. Nesta universidade estudou Orquestração com Samuel Adler, Direção de Coro com Elmar Thomas, Earl Rivers e John Leman e Direção de Orquestra com o Maestro e Compositor Gerhard Samuel e ainda com Christopher Zimmerman, de quem foi Assistente de Direção.
Frequentou cursos de Direção Coral em Portugal, Espanha, França e Bélgica, onde trabalhou com Manuel Cabero, Josep Prats (Barcelona), Erwin List (Strasbourg), Hélène Guy (Lyon), Edgar Saramago, Fernando Eldoro (Lisboa), Paul Brandevick (Boston), Johan Duijck (Gent) e Laszlo Héltay (Londres) e realizou também estudos de Direção de Orquestra, desde 1990, em Portugal, Espanha e França com Octave Calleya (Roménia), Jeno Rehah (Hungria), Ernst Schelle (Alemanha) e Jean-Sébastien Béreau (Paris).
Foi Diretor Artístico do Festival Internacional de Música de Aveiro, entre 2000 e 2004 e, em 2006, criou o Estúdio de Ópera de Centro, projeto que tem desenvolvido importante atividade formativa e tem realizado produções de ópera por todo o país que incluem, para além da apresentação de importantes óperas de repertório, produções em português, ópera portuguesa e ópera para crianças. Atualmente é também Diretor Artístico do Festival Música em Leiria.

ISABEL ALCOBIA | SOPRANO
Isabel Alcobia iniciou os seus estudos de canto no Conservatório Nacional de Música de Lisboa com Filomena Amaro. Diplomou-se, como bolseira do governo espanhol, na Escola Superior de Canto de Madrid com Marimi del Pozo. Já como bolseira do Ministério da Cultura, concluiu o mestrado na Universidade de Cincinnati (EUA) com Barbara Honn.
Desenvolve intensa atividade solística, tendo participado em diversos espetáculos em Portugal e no Estrangeiro, tais como a ópera “Amor de Perdição”, a convite do Teatro Nacional São Carlos (com representações em Lisboa e Bruxelas no âmbito da Europália), "Auto Del Lirio y de la Azucena," de José Peyro no Museu del Prado em Madrid, “Naufrágios e Milagres” de José Alberto Gil, onde interpretou o papel principal no Centro Cultural de Belém, para o Festival dos 100 Dias. Realizou um recital a solo com o pianista Francisco Sassetti e um concerto dirigido pelo Maestro John Leman no Teatro Camões (dia dos EUA), integrados na Expo’98.
Foi selecionada para interpretar Gilda (“Rigoletto” de Verdi) no Festival de Ópera da Cidade de Lucca, em Itália. No domínio da Ópera destacam-se, ainda, as interpretações de Euridice (Orfeo), Pamina (A Flauta Mágica), Adele (O Morcego), Musetta (La Bohème), Giannetta (O Elixir do Amor), Norina (D.Pasquale), Julieta (Romeu e Julieta), Gilda (Rigoletto) e Isabel (Floresta) de Eurico Carrapatoso.
Dedica parte da sua carreira à divulgação da música portuguesa, tendo estreado um ciclo de canções para soprano, trompa, piano e Orquestra de Eurico Carrapatoso e a obra “Aver-A-Ria” do mesmo compositor.
Para além dos concertos com diversas orquestras por todo o país, onde se incluem a interpretação de obras como “Carmina Burana”, “Requiem” de Mozart e “9ª Sinfonia” de Beethoven, realiza, com regularidade, gravações para a RTP, RDP e RTP Açores. Obteve diversos prémios em concursos de canto, sendo de salientar o 1.º prémio no concurso de canto em "Cleveland International Einsteddfod" (Inglaterra) e no concurso "Three Arts scholarship" (U.S.A).
Recentemente, atuou no Coliseu do Porto ao lado de José Carreras num espetáculo transmitido em direto pela RTP. Na sequência desta atuação realizou, a convite deste prestigiado tenor, um concerto onde interpretaram árias e duetos de Ópera e Zarzuela.
No campo da pedagogia, tem realizado várias master classes a convite de Universidades e Conservatórios Portugueses. É, desde 1998, docente do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

CARLOS GUILHERME | TENOR
Nasceu em Lourenço Marques, Moçambique. Estudou com John Labarge no Conservatório Regional do Algarve e foi cantor residente do Teatro Nacional de S. Carlos de 1980 a 1992. O seu repertório inclui 53 papéis principais em 89 óperas, recitais e concertos por todo o país sendo de realçar a sua colaboração com o Círculo Portuense de Ópera e a Fundação Calouste Gulbenkian. A partir de 1987 foi convidado a cantar noutros países tais como os Estados Unidos, Brasil, Moçambique, Bélgica, França, Espanha e Israel. Gravou em CD “A Canção Portuguesa”, com Armando Vidal. Lançou mais recentemente o CD “IN OPERA” com árias de ópera acompanhado pela Orquestra do Norte dirigida pelo maestro José Ferreira Lobo. Além das principais orquestras portuguesas, entre as quais a Filarmonia das Beiras, colaborou com a O. de Câmara de Pádua, do Comunal de Bolonha, Filarmónica de Moscovo e Sinfónicas de Budapeste, de S.Francisco, de Israel, de Pequim e de Shangai. Em Abril de 2001 estreou-se em Itália no Teatro Rossini. Voltou a Itália em 2005 para cantar nos Teatros Comunais de Ferrara e de Modena. Actuou em Coimbra com o tenor José Carreras. A 8 de Junho de 2016 ano apresentou-se em Roma em recital integrado numa Mostra de Arte Portuguesa, com um programa inteiramente consagrado a compositores portugueses, acompanhado ao piano pelo maestro Armando Vidal. Melhorou a sua técnica vocal com Marimi del Pozo, Gino Becchi, Franco Campogalliani, Claude Thiolass e Regina Resnik. Venceu o prémio “Tomas Alcaide”. Encontra se no seu 40º ano de carreira profissional.

PEDRO RODRIGUES | TENOR
Pedro Rodrigues natural de Santa Maria de Lamas é Licenciado em Música em Performance de Canto pela Universidade de Aveiro na classe da Professora Isabel Alcobia. Como Solista tem interpretado obras das quais se destacam: Carmina Burana de Carl Orff, Fantasia Coral em Dó menor op.80 de Beethoven, Sinfonia nº 9 em Ré menor op.125, de Beethoven, Missa Brevis Kv 140 de Mozart, Petit Messe Solennelle e Stabat Mater de Rossini, Paixão Segundo S. Mateus de J.S Bach, Messa da Requiem de Verdi e Missa Solemnis de Beethoven. No ramo da Ópera tem dado voz a personagens como: Don Basílio e Don Curzio na Ópera As Bodas de Fígaro de Mozart, Orfeu na ópera o Orfeu nos Infernos de Offenbach, Rinuccio na Ópera Gianni Schicci de Puccini, Don José na Ópera Carmen de Bizet, Ferrando na Ópera Cosi Fan Tutte de Mozart, Tamino na Ópera A Flauta Mágica de Mozart, Hoffmann na Ópera Os Contos de Hoffmann de Offenbach, Pinkerton na Ópera Madame Butterfly de Puccini, Alfredo na Ópera La Traviata de Verdi e Conde Almaviva na Ópera O Barbeiro de Sevilha de Rossini. Tem trabalhado ainda com diversos maestros dos quais se destacam: Maestro António Vassalo Lourenço, Ernst Schelle, Maestro Olari Elts , Takuo Yuasa, Eugene Rogers, José Ferreira Lobo, Ernesto Coelho, Yi-Chen Lin, Antonio Pirolli, Jean-Sébastien Béreau, Claudio Desderi, Pedro Amaral e Paulo Martins. Tem cantado por diversas salas entre as quais se destacam o Coliseu do porto, Casa da Música, Teatro da Trindade em Lisboa, Teatro Nacional de São Carlos, Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, Milão, Itália e Amesterdão.

ORQUESTRA FILARMONIA DAS BEIRAS
A Orquestra Filarmonia das Beiras (OFB) deu o seu primeiro concerto no dia 15 de Dezembro de 1997, sob a direção de Fernando Eldoro, seu primeiro diretor artístico. Criada no âmbito de um programa governamental para a constituição de uma rede de orquestras regionais, tem como fundadores diversas instituições e municípios da região das beiras, associados da Associação Musical das Beiras, que tutela a orquestra.
A OFB é composta por 27 músicos de cordas, sopros e percussão de diversas nacionalidades, com uma média etária jovem e é, desde 1999, dirigida artisticamente pelo Maestro António Vassalo Lourenço. Norteada por princípios de promoção e desenvolvimento da cultura musical, através de ações de captação, formação e fidelização de públicos e de apoio na formação profissionalizante de jovens músicos, democratizando e descentralizando a oferta cultural, a OFB tem dado inúmeros concertos, além de desenvolver frequentes e constantes atividades pedagógicas (programas pedagógicos infanto-juvenis, cursos internacionais vocais, instrumentais e de direção de orquestra, etc.). Também sob estes princípios, apresenta, desde 2006, produções de ópera diversas (infantil, de repertório ou portuguesa).
A OFB tem participado nos principais festivais de música do país e do estrangeiro, ou em importantes cooperações e co-produções com outros organismos artísticos, sendo regularmente dirigida por alguns maestros estrangeiros e pelos mais conceituados maestros em atividade em Portugal e tem colaborado com músicos de grande prestígio nacional e internacional. Simultaneamente, tem procurado dar oportunidade à nova geração de músicos portugueses, sejam eles maestros, instrumentistas ou cantores. Do repertório da OFB constam obras que vão desde o Século XVII ao Século XXI, tendo a Direção Artística dado particular importância à interpretação de música portuguesa, quer ao nível da recuperação do património musical, quer à execução de obras dos principais compositores do século XX e XXI.

*Comunicado da Orquestra Filarmonia das Beiras - 02/01/2020
"Estimado público, infelizmente o tenor Carlos Guilherme teve um problema de saúde no fim do dia 31 de dezembro que o obriga a ficar hospitalizado durante alguns dias e o impede de participar nos nossos concertos de Ano Novo. Ainda é possível, felizmente, assegurar a realização deste programa que constitui um dos momentos marcantes da temporada musical da orquestra, não só pelo extraordinário clima festivo que o rodeia, mas também pela habitual participação do público que, ano após ano, atende com entusiasmo para festejar a chegada do Ano Novo, com a colaboração do jovem tenor Pedro Rodrigues (em parte dos concertos já marcados). Pedro Rodrigues é natural da Feira, formado na Universidade de Aveiro e está a iniciar uma brilhante carreira, já reconhecida por todo o país. Em nome de Orquestra Filarmonia da Beiras queremos, em primeiro lugar, desejar as rápidas melhoras ao tenor Carlos Guilherme e esperar que possa brevemente voltar a colaborar connosco, em segundo lugar agradecer ao Pedro Rodrigues ter-se disponibilizado e ter, em menos de 24 horas, preparado este concerto. Por fim queremos desejar a todos um bom concerto e um excelente ano 2020."

#gliciniasplaza #concertoanonovo2020glicinias #orquestrafilarmoniadasbeiras #isabelalcobia #carlosguilherme #antoniovassalolourenco #aveiro
Galeria de Fotos
 
^ top
FacebookTwitterInstagramYoutubeGoogle+
DÊ-NOS A SUA OPINIÃO:   TripAdvisor
FACEBOOK
SIGA-NOS NO FACEBOOK!
INSTAGRAM
CINEMA
 
 
ESTREIA DA SEMANA
gratos pela compreensão
 
 
O SHOPPING

  • SOBRE
  • LOJAS
  • EVENTOS
  • CINEMA
  • CONTACTOS
  •  
    O CARTÃO CLIENTE

  • O QUE É
  • PROMOÇÕES
  • COMO ADERIR
  •  
    OUTROS

  • POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  • ÁREA RESERVADA


  •  
       
    CENTRO COMERCIAL GLICÍNIAS PLAZA
    R. D. Manuel Barbuda e Vasconcelos, 3810-498 Aveiro
    T. (+351) 234 891 250 | F. (+351) 234 891 259
    glicinias@glicinias.pt
     
     

     

     
    Copyright © 2016 LBM | Desenvolvido por Helcadesign